Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB
Home Entrevistas Délio Nunes a propósito da Fátima Escola de Triatlo: “Valeu a pena ser persistente”

Délio Nunes a propósito da Fátima Escola de Triatlo: “Valeu a pena ser persistente”

22-06-2020
O Fátima Escola de Triatlo é um dos clubes mais recentes da cidade, contudo, não foram precisos muitos anos de actividade para projectar o seu nome no panorama nacional. Tal como a generalidade dos clubes, a Covid‑19 alterou a rotina dos treinos e das competições, nada que derrube um clube habituado a dificuldades e a uma capacidade de adaptação notável. Falámos com Délio Nunes, o fundador do clube e actual treinador principal, um rosto bem conhecido na cidade por todo o seu percurso desportivo, primeiro no hóquei em patins e mais recentemente no triatlo.

Entrevista por Nuno Miguel Olivera

 

Notícias de Fátima (NF) ‑ À entrada do mês de Junho de que forma a nova época da Fátima Escola de Triatlo (FET) está a ser preparada?

Délio Nunes ‑ Os treinos de corrida e bicicleta retomaram no dia 1 de Junho. A nossa época iniciou em Fevereiro, fizemos apenas uma prova do campeonato nacional jovem, que teve de ser interrompido devido à pandemia.

 

NF‑ De que forma as recomendações da DGS condicionam a preparação habitual?

DN ‑ Há condicionantes, após a última recomendação de 29 de Maio, e de forma a garantir a segurança, os treinos foram retomados com apenas os segmentos de bicicleta e corrida. A natação está suspensa face ao fecho das instalações. Neste momento para a prática de natação teremos de nos deslocar para as praias fluviais para conseguir fazer os treinos em águas abertas.

 

NF ‑ Quantos atletas a FET tem esta época?

DN ‑ Temos atletas desde os 6 anos de idade e neste momento a escola conta com 48 atletas a competir em vários escalões do campeonato nacional. Este ano a escola abriu um pólo em Ourém e estamos a despertar o interesse em alguns jovens da cidade que têm aderido ao projeto.

 

NF‑ Que competições estão previstas, é possível perspectivar como será a época a nível competitivo?
DN - Apenas realizámos uma prova antes da suspensão do campeonato. No entanto, a Federação de Triatlo de Portugal está a tomar medidas para que seja possível retomar o campeonato no mês de Julho. A época desportiva do Triatlo é distinta das outras modalidades. Por norma, os duatlos são realizados nos meses mais frios, passando as provas de triatlo para os meses de Maio e Junho.

 

NF ‑ Os clubes e as associações desportivas têm alertado para as dificuldades orçamentais acrescidas devido à diminuição de fontes de receita, esta também é a realidade da FET?
DN ‑ Felizmente não. O Município de Ourém adiantou uma parte do subsídio anual a todas as associações e clubes do concelho de forma a ajudar em algumas despesas. No caso da FET, não havendo treinos de piscina, é uma verba que não se paga, logo é menos uma despesa. Depois, existe boa gente que tem apoiado sempre este clube, ainda no mês passado, a secção de trail da escola fez um donativo de 579 euros resultante de uma festa. Temos estado a angariar verbas para adquirir equipamentos novos para os atletas.

 

NF – É uma necessidade premente?
DN – Trata‑se de equipamentos com grande desgaste e os actuais estão em mau estado e é nosso objectivo iniciar o campeonato com equipamento novo.

 

NF ‑ Volvidos os primeiros anos, em que se fase de implantação se encontra o projecto FET?
DN ‑ A crescer. É uma modalidade que aos poucos se vai implementando junto dos jovens. É um orgulho poder verificar que valeu a pena ser persistente, hoje somos uma escola procurada por jovens de concelhos vizinhos para praticar o triatlo. O início não foi fácil, foi uma modalidade totalmente nova, mas nunca foi um projecto de curto prazo. É com muito orgulho que olhamos para o palmarés da equipa e vemos que em tão curto espaço de tempo se conseguiu alcançar títulos nacionais, presença na equipa da seleção nacional de triatlo e tudo isto com miúdos que nunca tinham ouvido falar do triatlo. Jovens que tinham vindo do futebol e de repente encontram‑se entre os melhores atletas jovens a nível nacional. Entrámos como “mais um” entre os cerca de 45 clubes a disputar o campeonato nacional e logo no primeiro ano colocaram‑nos no top 10, no ano seguinte ficámos em terceiro lugar e é todo este percurso que nos faz continuar.

 

 

Fotografia da FETnos seus momentos iniciais, em 2012.