Notícias de Fátima
Autárquicas 2021 Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

Jorge Perfeito

30 de June, 2021

Olhar de Frente – Ver Diferente (Depenar as almas)

O senhor presidente da junta arvorou-se em dono da junta, e sem mais aquela, resolveu fazer uma negociata com a casa mortuária de Fátima, outorgando um contrato de concessão com uma empresa, pelo prazo vinte anos e por adjudicação directa, sem concurso e sem qualquer comunicação ou consulta prévia. Isto a escassos meses de terminar o mandato e de se recandidatar. Não obstante a escabrosa escandaleira que, entretanto, rebentou, não dá sinais de recuo, convicto de ser dono da razão suprema e não dever satisfações a ninguém. Como não somos parvos, nem gostamos que nos tomem, então, já que o senhor presidente da junta não se digna explicar a tramitação da negociata que fez, como fez e, sobretudo, porque é que o fez, e com quem, tendo ocultado tudo até à última da hora, nós aqui vimos dizer e explicar, em nome da transparência, já que é tudo público e pode ser acedido através do Portal da Justiça:

- Entre Novembro de 2018 e Junho de 2020, andaram a nitidamente a trabalhar em cima do arame e a paródia andou a saltar de empresas e sociedades para empresas e sociedades, num circulo circense, em que sucessivamente uns adquiriram aos outros e dos outros, com renúncias e mudanças de gerência, transacções, alienações e vendas de quotas e participações, etc., numa espiral confusa, para quem não for entendido e não conseguir desenvolver determinado tipo de raciocínio. Em cerca de ano e meio, desde Novembro de 2018, altura em que foi feito o primeiro negócio, entre a junta de freguesia e a Bernardo Mendes Ferreira da Fonseca – Unipessoal, Lda., com um capital social de 50 euros, operaram-se as seguintes mudanças e transacções:

-  O Bernardo renunciou à gerência da dita em Junho de 2020, passando a ser exercida por Ricardo Peixe Dias;

- Nesse mês de Junho de 2020, alterou-se a designação para “CFF – Complexo Fúnebre de Fátima, Lda.”, sociedade por quotas com o capital social de 50 euros, tendo como sócios outras duas sociedades por quotas: a “Ritmos do Silêncio”, com capital social de 49 euros, e a “Exuberante Azul”, com capital social de 1 euro;

- A “Ritmos do Silêncio”, criada em Janeiro de 2020, é detida pela “Exuberante Azul”, que tem o Ricardo Peixe Dias como gerente;

- A “Exuberante Azul”, criada em Maio de 2019, tem como sócios – Manuel Costa Machete (gerente) e a “Vasco Frazão, Unipessoal, Lda.”; esta última, constituída em Dezembro de 2017, tinha como gerente o próprio no nome, que renunciou ao cargo em Maio de 2019, sendo substituído por Paulo Jorge Santareno Patrício;

- Em marco de 2020, constituiu-se a “Pocoilos Park, Lda.”, tendo como sócios a “Portubest SGPS, Lda.” e a “Exuberante Azul”;

- A “Portubest SGPS, Lda.”, constituída em Junho de 2017, tinha 3 sócios (pessoas individuais), todos gerentes e que cessaram funções em 11 de Abril de 2020;

- Nessa mesma data, a “Portubest SGPS, Lda.”, altera o seu contrato de sociedade, passando a ser integrada pelos “Ritmos do Silêncio”, Manuel V Costa Machete, e a “Always Curious – Unipessoal, Lda.”;

- A “Always Curious”, constituída em Dezembro de 2016, era detida por Nuno Henriques Pereira (o advogado que vem sendo referido pela imprensa).

- Posteriormente, em Maio de 2018, a “Always Curious”, nomeia gerente Diogo F Ferreira Frazão, um dos sócios e ex-gerente da “Portubest SGPS, Lda.”;

- Em Agosto de 2020, a “Always Curious”, altera o seu contrato de sociedade, passando a integrar mais 2 sócios, para além do Nuno Henriques Pereira - Diogo F Ferreira Frazão e Fábio Frazão -, obrigando-se apenas com a assinatura de um gerente, sendo o maioritário Nuno Henriques Pereira.

Como dissemos no início, está tudo disponível e pode ser consultado no Portal da Justiça, donde constam os nomes, as firmas, as datas, os números de contribuinte, os capitais sociais, e tudo o mais. Venham agora os citados explicarem-se e dizerem que não é nada assim. E se o senhor presidente da junta não sabe explicar a embrulhada que criou, ou se anda a alimentar-se desta salada russa, nós vimos aqui, muito antes de qualquer suposto parecer jurídico, ou investigação que deva ter lugar, dizer publicamente: “Não”!

Boa quinzena para todos.

Últimas Opiniões de Jorge Perfeito