Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

José Poças

16 de July, 2020

Um dia de cada vez

Por cá vamos andando, devagar, devagarinho. Adaptados aos novos tempos pandémicos, ficamos agradavelmente surpreendidos com o aumento gradual de peregrinos/visitantes ao fim de semana, se bem que o comércio, a restauração e a hotelaria ainda se ressintam (e muito) da pouca procura. Como se dizia no tempo dos meus avós, “um dia de cada vez”.

Os últimos 15 dias de Julho e o mês de Agosto estiveram sempre associados ao regresso dos nossos emigrantes. Durante o século XX, o nosso concelho viu partir alguns dos seus elementos mais válidos, procurando encontrar lá fora as condições económico-sociais que lhe eram sonegadas neste torrão pátrio. Fiéis ao sentimento de saudade, tão nosso, tão português, vêm recarregar as baterias para mais um ano de árduo trabalho no estrangeiro. 

Por todos os lugares da freguesia havia (e há-de voltar a haver) as festas da aldeia, permitindo o estreitar dos velhos laços de saudade e de amizade. Sem esquecer a visita a quem tão longe da sua freguesia destinam as preces e os desejos de protecção – Nossa Senhora de Fátima. Estes homens e mulheres, anónimos ou familiares, merecem o nosso respeito pela determinação, coragem e abnegação com que lutam no estrangeiro, com grande dignidade, por uma vida melhor.  É pois da mais elementar justiça uma palavra de saudação a todos os emigrantes do nosso concelho que, apesar das restrições fronteiriças e das limitações nos transportes aéreos, fazem questão de visitar este seu torrão natal.

Por cá, há alguns sinais positivos. O Espaço do Cidadão na Junta de Freguesia está quase concluído e pode (se houver delegação de competências) assumir até 62 serviços de várias entidades. Desburocratizar e optimizar um atendimento de proximidade é uma melhoria que devemos assinalar e que, no fundo, vai beneficiar toda a população de Fátima.

A ciclovia da estrada da Ortiga avança a um bom ritmo. Era uma velha ambição, como aliás o vereador Natálio Reis fez questão de o frisar e bem, lembrando que foi um projecto idealizado pela sua equipa da então Junta de Freguesia.  Não foi feita nessa  altura devido a alguns entraves camarários, mas em breve será uma realidade, ligando a sede da freguesia ao Santuário da Ortiga.

No âmbito de apoio ao combate aos fogos florestais, é de salientar o acordo realizado entre a Junta de Freguesia e Joaquim Clemente, permitindo a utilização de um ponto de água (que a Junta se obriga a manter sempre operacional)  para abastecimento dos helicópteros. Mais uma vez o aeródromo de Fátima, que podia ter ido muito mais longe, é utilizado na defesa de vidas e bens.

Uma última palavra para as obras do cemitério de Boleiros, que foi condignamente remodelado, quer no seu interior, quer no exterior, com o arranjo do parque de estacionamento e colocação de passadeiras. Talvez agora seja também a altura  de pensar numa protecção condigna para os que acompanham os seus entes queridos ao cemitério de Fátima. É uma solução que urge estudar e que passará, por exemplo, pela colocação de  uma estrutura amovível no local onde é colocado o caixão, protegendo-o assim dos rigores climáticos (chuva ou sol).

E porque tanto se fala da requalificação dos dois parques da cidade de Ourém, era importante, de uma vez por todas, que se avançasse com o Parque de Lazer da Cidade de Fátima. Com a pandemia (ou sem ela), a nossa cidade não tem um espaço público que sirva a população idosa, os jovens ou os mais novos. É uma reivindicação que tem décadas e que, infelizmente, tarda em ser resolvida. 

Últimas Opiniões de José Poças