Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB
Home Desporto CD Fátima vê interrompida época de sonho

CD Fátima vê interrompida época de sonho

Desporto - 17 de April, 2020
Estava a ser uma época de sonho. Dentro e fora de campo. A pandemia causada pela Covid‑19 veio alterar todo o cenário no panorama distrital, com a suspensão definitiva e anulação da presente época desportiva.

Os escalões de formação estavam a cumprir largamente os objectivos traçados pelo clube. Os sub17 e os sub15 asseguraram a manutenção no campeonato nacional e as equipas B destes escalões estavam em boa posição para ascender à 1.ª divisão distrital de Santarém. Fora do âmbito do clube, também os sub19, que integram a SAD, lideravam a 1.ª divisão distrital e preparavam‑se para subir à 2.ª divisão nacional. Fora da vertente competitiva, o clube dava passos largos no desenvolvimento de um novo paradigma para a formação, enquanto entidade formadora certificada pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). A pandemia causada pela Covid‑19 veio alterar todo o cenário no panorama distrital, com a suspensão definitiva e anulação da presente época desportiva.

 

Bruno Neto, coordenador da formação, considera que a decisão “não é consensual, mas talvez seja a única possível e a menos injusta, atendendo a que muitos campeo‑ natos ainda estavam em aberto no que toca a subidas e descidas e apuramento de campeão”. Ainda assim, este responsável não deixa de dizer que “o Fátima deve ter sido o clube mais prejudicado”, assegurando que o clube “irá cum‑ prir as determinações superiores e o foco passa por alcançar estes resultados já na próxima época”. Um trabalho que no seu entender “é fruto do que se está a fazer nos escalões de base e que permite o surgimento de equipas competitivas nos escalões mais velhos”, onde o Fátima tem os Sub15 e os Sub17 no campeonato nacional.

 

Balanço positivo

Bruno Neto não tem dúvidas em afirmar que o balanço da época “é positivo, porque os nossos jovens evoluíram como atletas, sem descurar os outros aspectos da sua vida, o que para nós é prioritário”. Para além da vertente competitiva e de formação, Bruno Neto considera como pontos fortes desta época “o funcionamento do gabinete de psicologia para acompanhar os atletas e o trabalho desenvolvido por Michel Ritschard, conselheiro para a área técnica”. Este técnico suíço, que desempenha idênticas funções para a FIFA, reside em Ourém e trabalhou no desenvolvimento do treino com os técnicos do clube. Mudança de paradigma “Mais do que um clube, o Fátima é uma entidade formadora certificada e temos de ter isto bem presente”, alerta Bruno Neto.

 

“O nosso trabalho não pode ser baseado no jogo do próximo sábado, temos de olhar para o percurso formativo do atleta como um todo, que só termina nos Sub19”, explica. Assim, “os objectivos traçados para cada equipa são o resultado desta evolução”. A título de exemplo, Bruno Neto refere que no Fátima “as equipas são homogéneas, nos escalões de base, não há hierarquia entre as equipas A, B ou C, assim como também não existe a obrigatoriedade de nos Sub15A estarem só os iniciados de segundo ano e os de primeiro nos Sub15B”. Ter atletas em evolução e permanentemente desafiados e motivados “é o grande objectivo e o pilar em que assenta todo o percurso de formação no Fátima, passando para segundo lugar a competitividade de cada equipa nos escalões de base”. O coordenador admite “alguma resistência” por parte dos pais, até porque “é uma realidade nova e que diverge do que é prática noutros clubes, mas é um caminho que temos de percorrer”… já em Agosto desejamos todos nós.

 

Nuno Miguel Oliveira

Mais Notícias Desporto