Notícias de Fátima
Religião Educação Sociedade Lazer Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB
Home Desporto Eirapedrense festeja 31.º aniversário

Eirapedrense festeja 31.º aniversário

Desporto - 13 de Dezembro, 2019
O Grupo Desportivo e Cultural Eirapedrense, da freguesia de Fátima, assinalou os seus 31 anos de história. As comemorações contaram com uma missa solene, celebrada pelo padre Sousa, da Congregação dos Missionários dos Monfortinos, seguido de um jantar convívio, que reuniu sócios, amigos e convidados.

Hugo Major, um dos elementos que integra a comissão que está a gerir o clube, admitiu que "é cada vez mais difícil encontrar pessoas disponíveis" para o associativismo.

 

Mesmo assim, reconheceu que "ainda há pessoas que ajudam, que têm um coração enorme". E particularizou, referindo-se a Fernando Gaspar, que assegura as actividades do dia a dia da associação, "há muitos anos". Surpreendido com o gesto, o colaborador agradeceu, referindo que procura fazer o seu melhor.

 

O presidente da Junta de Freguesia de Fátima, Humberto Silva, reviu-se nas palavras de Hugo Major quanto à dificuldade de encontrar pessoas disponíveis para o associativismo. E agradeceu "a todos os que ajudaram a construir", o Eirapedrense, em particular "à comissão que tem trabalhado para manter aberta a associação" , que se tornou no "ponto de encontro" da população.

 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Ourém, Natálio Reis, por seu turno, afirmou que este tipo de dificuldades são "inerentes"; a todas as associações, lembrando que o associativismo "ocupa muito tempo".

 

E mostrou-se agradado por verificar que o Eirapedrense continua a contar com "pessoas dedicadas", salientando o exemplo do Sr. Fernando.

 

"Continuem com este espírito comunitário e de ajuda", disse, defendendo que "é bom não perdemos, pelo menos nas aldeias, este espírito de comunidade".

 

Coube ao presidente da Assembleia Municipal de Ourém, João Moura, encerrar os discursos. O autarca esteve em sintonia com os antecessores. Valorizou o papel das colectividades, "num mundo cada vez mais egoísta e individual". Nas suas palavras, "são a única coisa que nos resta para contrariarmos"; esta tendência e "para nos fazer sair de casa". 

 

"Os troféus são importantes, mas mais importante são as pessoas e o convívio", disse, dando os parabéns ao Eirapedrense e às pessoas da Eira da Pedra que "vão mantendo viva esta associação".

Mais Notícias Desporto