Notícias de Fátima
Sociedade Religião Lazer Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

Helena Barroso

6 de maio, 2022

Ácido Úrico e Gota

A hiperuricemia é o aumento do nível de ácido úrico. A gota é uma inflamação aguda das articulações que resulta da deposição de cristais de ácido úrico nestas e nos tecidos envolventes.

 

Trata-se uma das doenças reumáticas mais prevalentes do mundo.

 

As suas causas são, essencialmente, o consumo de álcool, ingestão elevada de alimentos ricos em purinas, excesso de peso, doença renal e alguns medicamentos.

 

Afecta, normalmente, uma articulação (mais o dedo do pé), ficando com aumento de volume, mais quente e rosado, com dor à pressão. Pode ser acompanhado de febre, arrepios e cansaço. O diagnóstico é feito pela observação, podendo ainda fazer-se a análise para confirmar. Se não for tratado, vão-se desenvolver tofos gotosos nas articulações, sendo as crises mais frequentes, prolongadas e envolvendo mais articulações. Pode, ainda, complicar-se com cálculos renais e insuficiência renal crónica.

 

Na crise o importante é o alívio rápido da dor, a redução da inflamação e a prevenção de nova crise. Nos doentes crónicos o importante é reduzir os níveis de ácido úrico.

 

Importante, também, é o doente investir na alteração do seu estilo de vida. Na alimentação- evitar comer vísceras, frango, marisco, sardinhas, anchovas, atum cavala, salmão, caldos de carne, patés, favas e, essencialmente, as bebidas alcoólicas. A evitar, também, leite e derivados que não sejam magros e bebidas açucaradas; reduzir o peso; Evitar períodos prolongados de jejum;

 

Beber mais água.

 

O doente deve ter em casa um anti-inflamatório para tomar aos primeiros sintomas de recorrência dos sintomas. O restante tratamento depende de cada caso em que deve ser o seu médico a orientar.

Últimas Opiniões de Helena Barroso