Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

Miguel Ferreira

6 de August, 2020

Nove atitudes para recuperar resultados

Depois da crise da saúde pública, muitos de nós vivemos agora a crise financeira no nosso trabalho ou negócio. Para que possamos recuperar, deixo-vos aqui, nove atitudes essenciais, algumas das quais, até podem parecer óbvias, no entanto, muitas vezes não temos melhores resultados justamente por não nos focarmos neles.
Aquilo que entendemos como sucesso exterior nada mais é do que o efeito do alinhamento interior com alguns princípios espirituais universais que alguns autores defendem como o amor ao próximo, a gratidão, a compaixão, a disposição e outros. Vejamos então.
1. Conheça o motivo - o que pode determinar se teremos resultados nalgum projecto é o motivo pelo qual o estamos a fazer. É muito normal, focamos em demasia no “como” fazer e esquecermos o “porquê”. Este porquê será a nossa motivação (motivo para a acção). Reforcemos pois os nossos propósitos e motivos.
2. Fazer o que se gosta - as pessoas bem sucedidas são as aquelas em que o trabalho é uma extensão natural do seu Ser. Fazer o que se gosta pode parecer uma dica muito óbvia. No entanto, apenas dessa forma é que nos conseguimos entregar a 100%, e dessa forma surpreender os clientes e todos os que contactam connosco.
Sabemos que os resultados implicam investimento de tempo e energia. Então, nada melhor do que usar a energia em algo que nos entusiasma e surpreender os outros à nossa volta.
3. Observe as necessidades das pessoas - fazer o que se gosta é o primeiro passo para o sucesso. Contudo, é fundamental entregar valor para as pessoas, para que o nosso trabalho não passe apenas um hobby que só os agrada a nós. 
Assim, podemos gerar valor e atender diferentes necessidades humanas por meio de nossos serviços ou produtos, tais como: físicas, como comida, abrigo, segurança, emocionais, como atenção, carinho, contacto; mentais, como informação, conhecimento, ferramentas; espirituais, como clareza, propósito, esperança.
4. Tenha em atenção todos os sistemas sensoriais – de acordo com a programação neurolinguística (PNL), cada pessoa interpreta as suas experiências através dum sistema sensorial de preferência. Se é assim, há que levar isto em conta no trabalho e entender melhor como funcionamos: pessoas tácteis: gostam de tocar, perceber texturas e sentir temperaturas; pessoas visuais: necessitam duma imagem clara do que receberão. Gostam de formas, imagens e cores; pessoas olfactivas: percebem cheiros, aromas, perfumes. Adoram por exemplo o cheirinho dum carro novo; pessoas auditivas: registam sons e palavras com facilidade; pessoas cinestésicas: relacionam os produtos e serviços às emoções despertadas.
(Continua na próxima edição)

Últimas Opiniões de Miguel Ferreira