Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

Miguel Ferreira

5 de February, 2021

Tempos de re(acção)

Imaginem um homem deprimido, à frente do espelho, de manhã.

 

- Espelho meu, espelho meu, existe alguém mais infeliz do que eu?!

 

Para seu espanto, o reflexo do espelho respondeu-lhe:

 

- Sim, existe. Eu! Sabes porquê? Porque todos os dias, olho para uma pessoa triste e deprimida. Todos os dias me confronto com alguém que se diz infeliz e que, no entanto, tem todo o potencial para ser feliz. Só que opta por não o fazer. 

 

Pois bem, nós somos o reflexo daquilo que fazemos e/ ou não fazemos. E, mesmo que as circunstâncias actuais não sejam favoráveis aos nossos planos, torna-se essencial desenvolver habilidades criativas e inovadoras que acrescentem valor às nossas realizações.

 

Voltando ao senhor que se olha ao espelho……este quer ter sucesso e ganhar muito dinheiro. Por isso, decide abrir um negócio por conta própria. Só que a dada altura o seu subconsciente entra em acção! E, imerso em memórias passadas, associadas a situações de empresários vigaristas e desonestos, acaba por desanimar. A autoprotecção e a mente analítica destroem a força de vontade e o homem do espelho acaba por nada fazer.

 

Não chegou onde queria! A realidade está a impedi-lo de agir e uma voz interior justifica a inércia e o fracasso: “Talvez não seja suposto ter êxito!” É assim que a mente nos engana e estraga os planos de uma vida. Não porque queiramos, mas porque deixamos.

 

Certamente já se deu conta que, antes de realizar qualquer acção, o cérebro já a processou. Cerca de 90% dos nossos pensamentos, hábitos e acções são inconscientes e automáticos, sendo que muitos deles nos facilitam e outros bloqueiam-nos.

 

Ainda que a realidade seja incerta, é fundamental tomar consciência que a adaptação à mudança está nas nossas mãos e que até podemos tirar proveito desta mesma realidade para definir novos propósitos e realizações.

 

Fazer as coisas da mesma maneira e esperar resultados diferentes não é inteligente!

 

Está na hora de inovar e revolucionar as nossas acções.

 

Pensem nisto. Bem hajam!

Últimas Opiniões de Miguel Ferreira