Notícias de Fátima
Religião Lazer Sociedade Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB
Home Religião Peregrinação de Agosto voltou a chamar a Fátima os peregrinos migrantes

Peregrinação de Agosto voltou a chamar a Fátima os peregrinos migrantes

Religião - 13 de August, 2020
“Além dos peregrinos que integraram a 48.ª Peregrinação dos Migrantes e os peregrinos portugueses, inscreveram-se nos serviços do Santuário para participar nas celebrações sete grupos, três dos quais estrangeiros, nomeadamente de Espanha, Itália e Polónia”, a informação é veiculada pelo Santuário de Fátima, a propósito da peregrinação internacional de 12 e 13 de Agosto.

Na Cova da Iria, por estes dias e no último fim-de-semana, o primeiro de Agosto, é já bem visível a presença de peregrinos, famílias em férias e muitos emigrantes portugueses.

 

Durante a missa celebrada esta manhã no Recinto de Oração do Santuário, o presidente da peregrinação, D. José Traquina, bispo de Santarém e presidente da Comissão Episcopal da Pastoral Social e da Mobilidade Humana, lembrou “os milhões de refugiados que têm de fugir como Jesus para terem vida, os migrantes que, por desconhecimento das formas legais de emigrar, são explorados por contrabandistas e traficantes, os milhões de pessoas deslocadas forçadamente dentro do seu próprio país, por falta de segurança”, sublinhando que “Todos estes têm direito à festa nupcial”, ao encontro com o amor de Deus.

 

Na mesma homilia, D. José Traquina evocou a figura e o papel de Maria na história da Salvação e o exemplo de entrega dos Pastorinhos de Fátima pelo serviço ao próximo.

 

No final da peregrinação, sempre marcada pela oferta de trigo pelos peregrinos ao Santuário, o cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, deixou na habitual um “abraço espiritual” aos migrantes presentes na Cova da Iria e aos que acompanhavam a Peregrinação através dos meios de comunicação social".

 

“É sempre bela esta peregrinação de agosto, sobretudo por esta característica particular de ser dedicada a todos os migrantes: a todos os nossos irmãos que trabalham no estrangeiro e que hoje estão aqui a representar diferentes povos, mas irmanados na mesma fé e amor, formando uma só família, para além de todas as diferenças”, disse.

 

Fotografia: Santuário de Fátima

Mais Notícias Religião