Notícias de Fátima
Sociedade Religião Lazer Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB
Home Sociedade Joe Guerra - Não há santo sem passado

Joe Guerra - Não há santo sem passado

Sociedade - 4 de março, 2021
Em pequeno queria ser missionário. Na escola das Irmãs Dominicanas, onde completou os estudos primários, impressionou uma plateia de bispos que o aplaudiu de pé, tal era o seu jeito para fazer sermões. Concluídos os estudos primários, seguiu para o Seminário de Cernache do Bom Jardim, onde permaneceu dois anos, longe de imaginar que o destino tinha outros planos para ele. Os pais, Luzia Guerra e José Guerra, decidiram emigrar para os EUA e assim fugir à pobreza de Portugal de Salazar. Deixaram os filhos ao cuidado de um familiar e só mais tarde é que se juntaram a eles. A adaptação ao novo país, que vivia então os boémios anos 60 não foi fácil, mas acabou por se integrar. Contudo, para desgosto dos pais, seguiu por caminhos poucos católicos. As mãos que hoje seguram os terços que manda fazer para distribuir gratuitamente, outrora lidaram com dinheiro proveniente de negócios ilícitos...

Mas isso já lá vai e, desses tempos, restam apenas memórias, muitas memórias, dignas de um filme de gangsters ou de um livro com todos os requisitos para se tornar um bestseller. E já está a ser preparado.

 

Hoje, José Guerra, ou Joe como lhe chamam os amigos, leva uma vida pacata, longe da agitação de Nova Iorque, onde passou grande parte da sua vida e fez fortuna.

 

Raramente sai de casa. Cheia de luz, com vistas para os parques do Santuário de Fátima e para os Valinhos, é ali que passa os seus dias, grande parte do seu tempo ocupado com o seu novo projecto de vida. Joe manda fazer terços para depois oferecer a amigos, conhecidos, peregrinos, turistas, bispos, entre muitas outras pessoas e congregações religiosas, espalhadas um pouco por todo o mundo, inclusive países onde os católicos estão em minoria ou são perseguidos, com a Índia e o Dubai.

 

Não sabe precisar o número exacto de terços distribuídos desde que iniciou este projecto, há cerca de seis/sete anos, mas garante que ascende já os milhões. 

 

Na edição de 5 de Março contamos-lhe tudo.

Para assinaturas do NF: https://www.noticiasdefatima.pt/como-colaborar/seja-assinante 

 

Mais Notícias Sociedade