Notícias de Fátima
Sociedade Religião Lazer Educação Desporto Política Opinião Entrevistas Como Colaborar Contactos úteis Agenda Paróquia de Fátima
PUB

António Castanheira

20 de setembro, 2019

Caminhadas... Da Praia do Alemão aos Passadiços de Alvor

Fico sempre com a sensação que para desfrutar do Algarve é necessária uma certa tranquilidade que o vaivém entre praia, piscina, noite, jantares, festas… acaba por perturbar. O Algarve é mais do que um momento delimitado no tempo em que procuramos as águas calmas do mar, o sol e um fim de tarde a que agora se chama de sunset.

Volto às caminhadas para vos descrever uma mistura de lugares numa curta distância de 7 km que separa a Praia do Alemão (Portimão) da Ria de Alvor. Os pequenos caminhos que se traçaram pelo passado curioso de outros como nós, nascem por entre canas no acesso silvestre que nos leva à Praia do Alemão. Em marés generosas podemos escolher realizar o trilho sempre por praia, mas se não subirmos às arribas que no levarão a Alvor perdemos o horizonte e capacidade de observar três elementos essenciais do trilho.

Para Este, o conjunto onde se formam a Praia da Rocha, Praia do Vau e Praia do Alemão com os seus areais repletos de gentes. Para Oeste, 3 km em arribas que nos permitem o acesso a pequenos paraísos desertos dos quais destaco a Praia do Boião, Praia João de Arens, Praia do Submarino e Praia do RF, entre outros pequenos areais que culminam na Prainha, esta mais povoada.

Por fim, o extenso areal da Praia de Alvor e os seus passadiços por onde podemos avançar até ao Miradouro da bela Ria de Alvor. Para adensar a beleza do seu caminho desça uma das arribas que o levará às praias desertas, mergulhe e sinta a liberdade e a satisfação de estar num pequeno paraíso que julgamos sempre tão longe.

No cimo da Prainha observe a costa que se estende entre Lagos e Sagres e sinta o desenho que define o Sul de Portugal. Escolha o final do dia para realizar os passadiços da Ria de Alvor. Os tons coloridos dos barcos contrastam com o laranja do sol que se espalha nas águas da ria. Ao longe, a brancura do casario de Alvor exibe uma ilustração que reflecte uma harmonia perfeita entre nós e a natureza.

Bom Caminho…

 

Fico sempre com a sensação que para desfrutar do Algarve é necessária uma certa tranquilidade que o vaivém entre praia, piscina, noite, jantares, festas… acaba por perturbar. O Algarve é mais do que um momento delimitado no tempo em que procuramos as águas calmas do mar, o sol e um fim de tarde a que agora se chama de sunset. Volto às caminhadas para vos descrever uma mistura de lugares numa curta distância de 7 km que separa a Praia do Alemão (Portimão) da Ria de Alvor. Os pequenos caminhos que se traçaram pelo passado curioso de outros como nós, nascem por entre canas no acesso silvestre que nos leva à Praia do Alemão. Em marés generosas podemos escolher realizar o trilho sempre por praia, mas se não subirmos às arribas que no levarão a Alvor perdemos o horizonte e capacidade de observar três elementos essenciais do trilho. Para Este, o conjunto onde se formam a Praia da Rocha, Praia do Vau e Praia do Alemão com os seus areais repletos de gentes. Para Oeste, 3 km em arribas que nos permitem o acesso a pequenos paraísos desertos dos quais destaco a Praia do Boião, Praia João de Arens, Praia do Submarino e Praia do RF, entre outros pequenos areais que culminam na Prainha, esta mais povoada. Por fim, o extenso areal da Praia de Alvor e os seus passadiços por onde podemos avançar até ao Miradouro da bela Ria de Alvor. Para adensar a beleza do seu caminho desça uma das arribas que o levará às praias desertas, mergulhe e sinta a liberdade e a satisfação de estar num pequeno paraíso que julgamos sempre tão longe. No cimo da Prainha observe a costa que se estende entre Lagos e Sagres e sinta o desenho que define o Sul de Portugal. Escolha o final do dia para realizar os passadiços da Ria de Alvor. Os tons coloridos dos barcos contrastam com o laranja do sol que se espalha nas águas da ria. Ao longe, a brancura do casario de Alvor exibe uma ilustração que reflecte uma harmonia perfeita entre nós e a natureza. Bom Caminho…

 

Últimas Opiniões de António Castanheira